1972: o Magnavox Odyssey e a odisseia do primeiro console doméstico comercial da história (Parte 5)

O Magnavox Odyssey é o primeiro console de videogame doméstico produzido comercialmente. Seu hardware foi projetado por uma pequena equipe liderada por Ralph H. Baer da empresa de tecnologia Sanders Associates. Originalmente, o projeto de Baer foi chamado de Brown Box, ou Caixa Marrom. O console foi comercializado pela marca de eletrônicos americana Magnavox, sendo vendido juntamente com jogos de tabuleiro e dois controladores periféricos. Sua pistola de luz era vendida separadamente.

História

Em 1951, enquanto trabalhava para a empreiteira militar Loral Electronics, o engenheiro Ralph H. Baer foi designado para construir um aparelho de televisão; mais tarde ele afirmou que, ao fazê-lo, teve a ideia de construir um aparelho de TV que o proprietário pudesse controlar, além de sua função normal de receber sinais de uma estação de televisão remota.

Foi assim que nasceu o Brown Box. Ralph Baer começou a trabalhar em um protótipo do aparelho em 1966. Depois de dois anos de muito trabalho, Baer e seus ajudantes Bill Harrison e Bill Rusch concluíram o protótipo em 1968. O aparelho foi chamado de Caixa Marrom por causa de uma cobertura adesiva que revestia a caixa, imitando madeira. Uma amostra da Caixa Marrom está no Museu Nacional de História Americana do Instituto Smithsonian em Washington. O próximo passo seria encontrar uma empresa que tivesse o interesse em licenciar o produto. Após algumas demonstrações do produto sem sucesso, Ralph chegou até Bill Enders, que a pouco havia se tornado vice-presidente de marketing da Magnavox, uma empresa americana de eletrônicos. Bill ficou muito impressionado com o que viu, solicitando a para observar com carinho o conceito de jogo de Ralph.

Em julho de 1968, Ralph Baer e outro funcionário da Sanders Associates, receberam o convite para fazer uma demonstração oficial em Fort Wayne, para os administradores da Magnavox. A empresa deu a eles o uso de sua sala de reuniões e seu aparelho de TV, com 19 polegadas. Ralph instalou na TV a Caixa Marrom, juntamente com a pistola e o controle de golf. Os presentes não demonstraram nenhum interesse, até que o vice-presidente da divisão de televisão da empresa, Gerry Martin começou a notar ali uma nova categoria de produtos para os televisores Magnavox. E o melhor: ele era o chefe!

Após algumas viagens da equipe de Ralph até Fort Wayne, agora os desafios para a produção comercial do aparelho seriam as adaptações técnicas para o produto final, os jogos que deveriam compor o pacote e os preços a serem cobrados, visto a novidade do produto.

O circuito projetado na caixa de Ralph foi essencialmente copiado, com algumas mudanças que valem ser ressaltadas, como o descarte de componentes para imagens coloridas, em favor das sobreposições de tela em plástico. Outra mudança se deu nos dezesseis interruptores de jogo contidos na Brown Box, que foram substituídos por placas de programação plug-in, que funcionariam como pequenos cartuchos.